Parceiros do Pacto pela Educação do Pará entregam mais de 400 certificações

O Grupo de Parceiros Estratégicos do Pacto entregou mais de 400 certificações na primeira cerimônia do Sistema de Reconhecimento do Pacto pela Educação do Pará, na noite desta quarta-feira, 1º, no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia. Foram premiados alunos, professores, coordenadores pedagógicos e turmas das séries avaliadas pelo Sistema Paraense de Avaliação (Sispae) no ano de 2014, em 141 municípios paraenses, atingindo 583.823 estudantes.

As premiações foram entregues pelo governador Simão Jatene, pelo secretário Helenilson Pontes e por Wanda Engel, do Instituto Synergos, que desde a manhã estiveram reunidos com o Comitê Estadual de Governança do Pacto e com os 17 municípios-piloto do Pacto, com o objetivo de definir ações para atingir a meta principal do programa, que é aumentar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica em 30% até 2017.

As certificações foram divididas em duas categorias: Cobertura, referente ao percentual de alunos matriculados nas séries-alvo que realizaram a prova em 2014, e Resultados, referente aos resultados de proficiência em Língua Portuguesa e Matemática (5º ano do Ensino Fundamental de nove anos, 8ª série do Ensino Fundamental de oito anos e 3º ano do Ensino Médio).

Foram premiadas as escolas com maior percentual de alunos que realizaram a prova do SisPae, os alunos e professores com melhores resultados em Língua Portuguesa e Matemática, turmas de alunos com melhores médias de proeficiência em Língua Portuguesa e Matemática.

Além das certificações, houve sorteio de smartphones, tablets e de duas bolsas de intercâmbio com um ano de estudo em Londres, com tudo pago. Os premiados foram Fabrício Wendel do Nascimento Gonçalves, que obteve o melhor resultado em Matemática como aluno do 3° ano da escola estadual Jorge Lopes Raposo, de Icoaraci, e o aluno do 3° ano da escola Tancredo Neves, do município de Placas, Jacintho George Ficagna, que tirou a melhor média de Língua Portuguesa.

Também foram premiados para participar de uma jornada pedagógica em Nova Iorque com todas as despesas pagas, a professora de Língua Portuguesa da escola Raymunda Martins Vianna, Ocinei Nunes da Silva, e a coordenadora pedagógica da escola Madre Zarife, Lidiane Barbosa Batista. “Fiquei muito feliz. Não esperava ser sorteada. Quero que sejam quatro dias de muito aprendizado para repassar todo o ensinamento aos professores e alunos da nossa escola”, disse Lidiane.

“O Pacto é, sobretudo, uma energia, uma força coletiva, uma idéia de que só é possível mudar se todos estiverem na mesma direção. O Pacto é da sociedade do Pará, que decididamente caminha para melhorar a educação do Pará”, disse o secretário de Educação, Helenilson Pontes.

Helenilson Pontes também fez um balanço do trabalho desenvolvido ao longo de seis meses à frente da Secretaria de Educação, com medidas de impacto que vem direcionando a educação do Pará rumo a melhores resultados no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), com o lançamento do reforço escolar para alunos do 5º e 9º ano do Ensino Fundamental e do terceiro ano do Ensino Médio. “O Estado vai comprar vagas nas escolas particulares para alunos que vão fazer a Prova Brasil e o Enem. Serão 100 mil alunos da rede pública as escolas particulares se preparando para esses exames”, disse.

Ele também destacou a nova plataforma que irá auxiliar professores e alunos nas aulas, o Seduc Digital. “Também estamos preparando uma plataforma específica com todo o conteúdo digital para quem vai se preparar para o Enem e vamos trazer ao Pará o que há de melhor para a educação, disponibilizando todo o sistema paulista, conhecido pelo ensino de qualidade”, destacou.

Ações de fortalecimento dos conselhos escolares em parceria com os Tribunais de Contas dos Municípios (TCM) e do Estado (TCE), com capacitações e formações também foram destacadas pelo secretário, que informou que os tribunais já deverão avaliar as prefeituras municipais levando em consideração os indicadores do Ideb. Também citou o projeto Mundiar, que passou de 2 mil para 15 mil alunos contemplados e está a um passo de se tornar um programa permanente pelos bons resultados alcançados para redução da distorção idade-série nas escolas públicas do Estado. “O Pacto é tudo isso e muito mais. Ele alcança toda a sociedade paraense, que em contrapartida precisa entender que é preciso o envolvimento de todos em prol da educação: prioridade para quem almeja uma vida mais feliz”, reforçou Pontes.

Visivelmente emocionado, o governador Simão Jatene ressaltou que é muito difícil não se sensibilizar com a determinação, a superação, a vontade de escrever uma história diferente. “Vi aqui um grupo de pessoas, cada uma com uma realidade, cores e credos diferentes, mas unidos numa só causa, que é a razão de estarmos aqui. O que cada um de vocês disse aqui, embora de formas diferentes, é que não se pode perder a esperança de construir uma sociedade melhor e isso é tarefa de cada um de nós. Eu vejo muita gente determinada e o Pacto é a síntese de tudo isso. É a compreensão clara de que quem constrói a sociedade é a própria sociedade e que uma educação de qualidade não é apenas desafio da iniciativa privada, mas de um conjunto de programas e a crença num Estado melhor”, disse.

Avaliação – As avaliações do SisPAE aconteceram nos dias 26 e 27 de novembro de 2014, em todo o estado, envolvendo provas de Português e Matemática em todos os níveis de ensino nas redes municipais e estadual. As informações geradas pelo SisPAE orientam processos de decisão pedagógica e estratégica para as redes de ensino, escolas e professores. A avaliação é realizada pela Secretaria de Educação (Seduc) e alcança os municípios paraenses por meio de adesão, no âmbito do Pacto pela Educação do Pará, medindo o aprendizado e identificando fatores socioeconômicos e culturais inerentes à realidade do ensino no Pará.

Julie Rocha
Secretaria de Estado de Educação


Logo_BID Logo_ItauBBA Logo_Natura


Site desenvolvido pela Diretoria de Comunicação Institucional da Secretaria de Estado de Comunicação - Governo do Pará.