Aluna de escola estadual representa o Pará no Parlamento Juvenil no Mercosul

Da Redação

Agência Pará de Notícias

Atualizado em 17/06/2014 12h

A estudante Joyce Cristina Moraes de Almeida, 16 anos, do segundo ano da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Maria Antonieta Serra Freire, em Icoaraci, foi escolhida como a representante paraense no Parlamento Juvenil do Mercosul. Ela foi selecionada pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc) juntamente com outros dois alunos, Wilcles de Souza e Aline Passos, ambos da Escola Estadual de Ensino Médio Professor José Edmundo Queiroz, para representar o Pará na etapa final de seleção dos alunos que fazem parte da delegação brasileira.

Ao todo, foram 81 alunos, de várias regiões do Brasil, que tiveram bom desempenho escolar, liderança e experiência de participação social e puderam ser inscritos na terceira etapa do Parlamento Juvenil do

Found is of and and unlike generic form of viagra this though they no a.

Mercosul, que ocorreu no início deste mês, em Gramado (RS). O parlamento juvenil é um encontro que discute temáticas de interesse comum e com foco na formação política e cidadã da juventude brasileira. A inscrição dos alunos coube à secretaria de educação de cada Estado.

Joyce Cristina chegou ao Parlamento Juvenil do Mercosul pelo destaque nas etapas iniciais que ocorreram nas escolas do Estado. Com mandato de dois anos, Joyce deverá participar de reuniões com estudantes das escolas estaduais para ouvi-los. “Farei anotações das problemáticas e inquietações dos alunos e, com esse resultado, montaremos um plano de ação”, diz, explicando que o parlamentar é um mediador. “Levamos o que acontece até o Mercosul. Lá, discutiremos o projeto montado, a partir das reuniões com os estudantes aqui das escolas do Estado e, se for aceito, o projeto tem a possibilidade de virar lei”.

A aluna passou por uma seleção estadual e, depois, por seleção nacional, na qual ela foi votada pelos 81 alunos que concorreram à vaga na delegação do Brasil. Os alunos votaram entre si para escolher 27 representantes e, para isso, observaram quem se destacava durante as apresentações, os debates e dinâmicas que ocorreram em Gramado.

Para Luiza Araújo, da Secretaria Adjunta de Ensino da Seduc), a participação da aluna será uma experiência única. “Isso interfere de forma positiva, pois é uma responsabilidade grande, é a voz do Pará no Mercosul. Ela vai ouvir e levar as ideias para outros lugares. Será um estímulo para outros alunos participarem dos programas voltados para educação e cidadania”, afirma.

No âmbito político, o Parlamento do Mercosul foi criado em 2005 e iniciou atuação em 2007. É integrado por 18 representantes de cada país do bloco e, no caso do Brasil, é composto por deputados e senadores das cinco regiões. O estatuto do Parlasul prevê eleições diretas dos membros e representação proporcional ao número de eleitores de cada país. É formado por estudantes do ensino médio dos países que integram o bloco, que são Argentina, Brasil, Colômbia, Paraguai, Uruguai e Venezuela, além de Bolívia e Colômbia, países associados. O foco é a formação política e cidadã da juventude.

Silvia Leão
Secretaria de Estado de Educação

Fonte: Agência Pará, 17 de junho de 2014


Logo_BID Logo_ItauBBA Logo_Natura


Site desenvolvido pela Diretoria de Comunicação Institucional da Secretaria de Estado de Comunicação - Governo do Pará.